Assistam agora “In Undertow” ótima sonzeira e vídeo do Alvvays

Com “In Undertow” os canadenses do Alvvays mostram sua receita de como fazer uma canção poprock perfeita 

Desde sempre esse blog aposta no Alvvays, acho a banda de Toronto o mix perfeito de tudo que gosto numa música, desde que piramos com o single “Archie, Marry me” em 2014, acompanhamos a banda na expectativa de um novo trabalho.

A espera pelo visto valeu muito !!

O Alvvays é formado em pela cantora e guitarrista Molly Rankin, a tecladista Kerri MacLellan, o guitarrista Alec O’Hanley e o baixista Brian Murphy.

Alvvays no super clipe de In Undertow

 

O grupo parece estar sempre na busca de uma melodia perfeita, daquelas que você aprende e viaja junto já na primeira audição, sempre recheadas de guitarras e teclados que se repetem num mantra cósmico.

Assim também é a singela “In Undertow”, single inspiradíssimo e que antecipa o álbum Antisocialites prometido para Set/17.

Vejam o tracklist de ‘Antisocialites’

  • In Undertow
  • Dreams Tonite
  • Plimsoll Punks
  • Your Type
  • Not My Baby
  • Hey
  • Lollipop (Ode to Jim)
  • Already Gone
  • Saved by a Waif
  • Forget About Life

E cantem junto com o videoclipe dirigido por Joe Garrity, que se destacou na comédia Twinsburg (2016), e que retrata o grupo em várias imagens de Molly Rankin em inteligente edição, dando também espaço aos músicos em efeitos simples e clima de sonho que combina com a canção.

Assitiram … Não é sensacional?

Canções pop simples, com uma leva pegada Rock e muitas boas sacadas nas letras e um puta bom gosto estético que se percebe no ar.  Taí uma banda pronta para se amar !!

Letras de In Undertow para ajudar a cantar junto

You find a wave and try to hold on for as long as you can
You made a mistake you’d like to erase and I understand
What’s left for you and me?
I ask that question rhetorically
Can’t buy into astrology
And won’t rely on the moon for anything

No turning, There’s no turning
There’s no turning back after what’s been said
No turning, There’s no turning
There’s no turning back

Meditate, play solitaire, take up self defense
When you get old and faded out will you want your friends?
What’s left for you and me
You respond to my question metaphorically
Don’t read into psychology
And won’t rely on your mood for anything

No turning, There’s no turning
There’s no turning back after what was said
No turning, There’s no turning
There’s no turning back after what’s been said

You find a wave and try to hold on for as long as you can
You made a mistake you’d like to erase and I understand
What’s next for you and me?
I’ll take suggestions we toss and turn
In undertow
Time to let go

There’s no turning, There’s no turning
There’s no turning back after what’s transpired
No turning, There’s no turning
There’s no turning back I’m so uninspired
No turning, There’s no turning
There’s no turning back
No turning back

Sobre o autor(a):
Testemunha ocular e sobrevivente dos anos 80, com vasta experiência como público pagante de shows e festivais, amante dos melhores sons e estilos. Nativo Digital e idealizador do Blog Vishows. Blogueiro Ativista, Podcaster, Educador Social, Empreendedor e Profissional de Marketing e Comércio Eletrônico.

Deixe uma resposta