T2: Trainspotting muito além da super trilha sonora

Definitivamente T2: Trainspotting é um dos filmes do ano, uma comédia cheia de drama, garantia de diversão mas que não choca a audiência como o original dos 90’s.

T2: Trainspotting

Em 1996 o diretor Danny Boyle chegou a um novo patamar com o original Trainspotting, conseguindo colocar numa só película um retrato pop de uma era. Misturando um elenco de primeira, que em super roteiro frenético, retratou um grupo disfuncional de amigos em meio a relações envoltas em rock, baladas, tráfico e consumo desenfreado de drogas pesadas.

Como em toda sequência o risco é que o novo filme estrague a aura icônica do original, mas o diretor aproveitou a oportunidade não somente para resgatar a sensação de trabalhar sem pretensão, como também se ver de volta às suas raízes, recriando seus mais marcantes personagens , e conseguindo criar mais um cult movie de primeira.

Seguramente a sequência de Trainspotting é até mais divertida do que o original, mas sem querer competir com a história dos 90’s, numa continuidade que amarrou perfeitamente os 20 anos que se passaram.

Destaque para os registos digitais do filme, que se manteve frenético usando câmeras e externas com todas características de sistemas de vigilância e monitoramento, dando um clima noir digital a toda experiência.

Os personagens se reencontram quando Renton (Ewan McGregor) retorna de Amsterdã para Edimburgo, revendo seus colegas de infância o drogadito Spud (Ewen Bremner), o mafioso fracassado Simon (Jonny Lee Miller) e o bandidão Franco (Robert Carlyle).

Entre mil citações que incluem sons acidentais de Lou Reed e Bowie, a música é um dos grandes elementos de T2: Trainspotting, com novidades como o trio escocês de hip-hop Young Fathers e os malucos do Fat White Family, entre clássicos matadores de Blondie, The Clash, Queen (em cena hilária), Frankie Goes to Hollywood e claro Iggy Pop (em super remix do Prodigy).

Confiram a trilha completa de T2: Trainspotting
1. “Lust For Life” – Iggy Pop (The Prodigy Remix)

2. “Shotgun Mouthwash” – High Contrast

3. “Silk” – Wolf Alice

4. “Get Up” – Young Fathers

5. “Relax” – Frankie Goes To Hollywood

6. “Eventually But (Spud’s letter to Gail)” – Underworld, Ewen Bremner

7. “Only God Knows” – Young Fathers

8. “Dad’s Best Friend” – The Rubberbandits

9. “Dreaming” – Blondie

10. “Radio Ga Ga” – Queen

11. “It’s Like That” – RUN-DMC, Jason Nevins

12. “(White Man) In Hammersmith Palais” – The Clash

13. “Rain Or Shine” – Young Fathers

14. “Whitest Boy On The Beach” – Fat White Family

15. “Slow Slippy” – Underworld

Sobre o autor(a):
Testemunha ocular e sobrevivente dos anos 80, com vasta experiência como público pagante de shows e festivais, amante dos melhores sons e estilos. Nativo Digital e idealizador do Blog Vishows. Blogueiro Ativista, Podcaster, Educador Social, Empreendedor e Profissional de Marketing e Comércio Eletrônico.

Deixe uma resposta