Tributo a Redson do Cólera no Documentário “Que Esse Grito Não Seja Em Vão!”

Redson Pozzi foi líder do Cólera , uma das mais importantes bandas do Punk Brasil,  e que no documentário Que Esse Grito Não Seja Em Vão!, dirigido por Raphael Erichsen e Tiago Berbare, é retratado com toda reverência, tanto pela sua importância na cena, quanto por ter sido rodado somente dias após o seu falecimento.

No filme figuras seminais da cena paulistana como Clemente (Inocentes), João Gordo e Jão (Ratos de Porão), Nenê Altro (Dance of Days), Antônio Bivar entre outros, fazem verdadeiro tributo e resgatam lembranças e opiniões sobre o ídolo.

O Cólera, surgiu em 1979 e se estabeleceu como trio à partir de 1981,  adotando uma postura abertamente pacifista, antimilitarista e ecológica. Participaram com destaque da coletânea “Grito Suburbano” e do festival “O Começo do Fim do Mundo” em 1982, consolidando o som e a presença da ideologia Punk no Brasil.

Além do DVD histórico, os fãs aguardam o pacote completo da gravadora Voice Music, que já relançou o último álbum de inéditas, Deixa A Terra Em Paz, e relançará também Tente Mudar O Amanhã, antes do DVD ao vivo gravado pela banda e amigos da cena no ano passado como um tributo ao vocalista, cantor e ativista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: