As melhores introduções de bateria dos últimos tempos da última semana

Bateria é o instrumento que todo mundo adora tocar, (mesmo que imaginariamente) e bem ou mal você fica lá, batendo os pés e mexendo as mãos pra reproduzir o som daquela batida mesmo que você fique parecendo uma lesma derretendo no sal.

O legal da bateria é justamente isso, cada um monta o set (set é o seu jeito de montar a bateria) de acordo com a sua comodidade de tocar, seja torto ou não, é daquele jeito que você se sente a vontade para desempenhar o Jonh Bonham que adormece em seu interior.

Bom, falei isso tudo para a gente conferir as melhores introduções de canções feitas por bateristas. Confere aí.

Logo de cara eu já vou quebrar tudo e mandar um MotorheadMikkey Dee está completamente insano nessa versão de “Overkill” a introdução é básica, mas ficou marcada pelo bumbo duplo.

Continuando a pegada pesada, quem não se lembra de ficar Õõ com a intro de “Territory” do Sepultura? Lembrando que o Igor Cavalera nem aula fez, ignorante né?

Eu não podia deixar o Metallica de fora, até por que é a banda preferida de quem vos escreve rs, “Motorbreath” tem uma introdução repetitiva que lembra um galope, a música depois debanda pro Trash Metal.

Agora, vamos começar a elevar o nível de dificuldade da coisa toda, ser baterista as vezes requer ser técnico e criativo, tipo essa introdução de “Song of the dead” do Queens Of The Stone Age.

Subindo o grau de dificuldade, Judas Priest nos apresenta “Painkiller”.

Dave Grohl formou o Foo Fighters para ser mais legal e melhor que o Nirvana (joguem as pedras), mas nem ele sabia que a banda viraria uma máquina de fazer hits. “My Hero” mostra que nem sempre a velocidade nos proporciona uma ótima introdução de bateria, sendo cadenciada e se destacando a música toda. Porque nessa música, nenhum instrumento chama mais a atenção como a bateria, nenhum.

O mesmo caso de uma introdução mais desacelerada e acertada para o clima da música, os meninos de Liverpool tinham o péssimo hábito de fazer musica boa. Quando toca “Come Together” na balada não existe um indivíduo que não pire. Não existe!

Bom, deixa eu começar a encerrar isso aqui porque o post está ficando gigante, o Rush sempre foi o maior Power Trio do planeta, é inegável que o nível técnico dos caras ultrapassava a barreira do comum, dá pra notar ao ouvir “Spirit of the radio”

O Guns N’ Roses era considerada a banda mais “perigosa” do mundo nos anos 90, Axl Rose era o vocalista mais chiliquento da face da terra, e com seu shortinho apertado fazia muita garota suspirar pelos seus gritos, mas que se lasque estamos falando de introduções de bateria certo? Essa é famosa por causa de um certo Exterminador.

Mas nenhuma delas, supera a obra de arte que Alex Van Halen gravou, eu tenho a absoluta certeza que o cara estava completamente drogado empolgado quando fez a introdução de “Hot for teacher” não é de Deus não.

Bom, chega né? Eu sei que ficou muita coisa legal de fora e podemos continuar ali nos comentários, do contrário esse post ficaria maior do que já está!

A gente se vê, Let´s Rock!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: