Eric Clapton emociona Hyde Park em performance intimista

Impregnado com as marcas do tempo Eric Clapton mostra sua alma musical para mais de 65.000 adeptos

Numa tarde de domingo, marcada pela força roqueira dos anos 70, que teve como abertura ícones como Steve Winwood e Carlos Santana, milhares de fãs se reuniram para ver a quarta passagem do guitarrista, cantor e compositor Eric Clapton no mais importante parque de Londres.

Hyde Park BST 2018

Hyde Park – BST 2018 – Domingo – Julho 2018

Clapton já não era um novato quando tocou pela primeira vez no Hyde Park em 1969 com o Blind Faith, afinal suas passagens pelos Yardbirds (1963 a 1965), John Mayall Bluesbreakers (1966 a 1967) e The Cream (1966 a 1968), já o haviam transformado num “Deus” da guitarra consagrado internacionalmente.

O dia foi incrível, numa tarde perfeita de verão, o público estava no ponto mais do que perfeito, quando ainda com muito sol, Clapton e banda subiram ao palco, mandando 3 super blues executados na medida da tradição e que já deram o clima do show.

A temperatura subiu muito em ‘Got To Get Better In A Little While’, um blues cheio de swing que foi um dos pontos altos do show, com os melhores solos de guitarra da noite, tanto por parte do nossa estrela, quanto pelo ótimo guitarrista canhoto norte-americano Doyle Bramhall II, que deu todo punch guitarrístico necessário para a apresentação.

Na sequência, o set acústico foi de uma leveza impressionante, me emocionei com o evidente peso de seus 73 anos, que aliados a recentes problemas de sistema nervoso e auditivos, vem gradativamente o tirando dos palcos, mas como a alma bluseira de “Mr.Slow Hand” está 100% intacta, as versões intimistas de “Nobody Knows You When You’re Down and Out”, “Layla” e o super hit “Tears in Heaven” fizeram todos saborearem em reverência o momento.

Com a volta à parte elétrica do show o clima continuou o mesmo, se destacando a presença da cantora Marcy Levy, que interpretou suas parceiras country blues com Clapton em “Lay Down Sally” e “The Core”.

O emblemático riff da romântica “Wonderful Tonight” deixou todos casais mais próximos, e criou um coro perfeito para o anoitecer que chegava, num clima realmente mágico.

O concerto voltou ao blues com a reverência ao mestre Robert Johnson nas versões de “Crossroads” e “Little Queen of Spades”, para que o rockão “Cocaine” elevasse novamente o clima do show.

Para o bis uma grande surpresa, com a presença do guitarrista Santana e do cantor Paul Carrack, em ótima versão High Time We Went, sonzeira consagrada pelo super Joe Cocker.

Eric Clapton no BST 2018 - Hyde Park

Eric Clapton ao vivo no Hyde Park 2018

Foi uma noite mágica e que em clima de despedida, deu a todos a chance de sentir de perto toda musicalidade que fez de Eric Clapton um dos maiores artistas das últimas 5 décadas, influenciando o rock, renovando o blues, apresentando o reggae e o country para as grandes audiências e deixando uma marca eterna na música pop do planeta.

Eric Clapton Was Here, and We were there for You 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: