A viagem poética e melódica de Johnny Rayge

Johnny Rayge

Johnny Rayge

A Irlanda é um país incrível que nos presenteou com grandes escritores (Oscar Wilde, George Bernard Shaw, William Bluter Yeats, Samuel Beckett e Seamus Heaney) e com excelente música (Thin Lizzy, The Canberries, U2, Van Morrison, Rory Gallagher, Snow Patrol, Gavin Friday, The Corrs, Sinéad O’Connor e Gary Moore).

E na Irlanda nasceu também o  Jonathan Armas Maximilian McGlinn, ou simplesmente, Johnny Rayge.

Johnny Rayge é muito conhecido na cena underground de Dublin e fez parte das bandas irlandesas: The Marionettes, The Fauves, The Wild Beasts e ITO.

Em 2014 lançou seu primeiro álbum solo chamado “Vigil” , quando participou dos festivais “Electric Picnic” e “Glastonbury“.

Com o nome de Jonatham Armas McGlinn lançou em 2013 o livro de poesia “Thorns”. O álbum “Vigil” é uma deliciosa viagem poética e melódica com elementos do indie-rock e música pop.

Confiram as faixas do álbum:

1- Do What You Can
2- Not Without You
3- Need
4- Hold
5- Cracks in the Wood
6- Uncharted Sea
7- Parisian Skies
8- Love Making Love
9- One More Time (for the road)

Mídias Sociais de Johnny Rayge – Facebook / Twitter

 

 

Um comentário em A viagem poética e melódica de Johnny Rayge

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: